1,5 °C
=
Zero
combustíveis
fósseis.

Transmita a mensagem

É simples: para manter o aquecimento global abaixo de 1,5 °C, todas as reservas de carvão, petróleo e gás devem permanecer no subsolo.

No dia 8 de outubro, o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, em inglês) divulgará um relatório especial sobre a meta de 1,5 °C. Será um chamado de alerta para o mundo, pois o prazo para evitar mudanças climáticas desesperadoras está acabando – e rápido.

Para que tenhamos uma chance de manter o aquecimento abaixo de 1,5 °C, nenhum projeto de combustíveis fósseis pode avançar.

Já é sabido que a indústria dos combustíveis fósseis está causando a crise climática. Todas as instituições e esferas governamentais desempenham um papel importante na luta pelo fim dessa indústria inescrupulosa.

Precisamos exigir que todas as instituições retirem seu apoio das empresas vinculadas aos combustíveis fósseis – investimentos, patrocínios, subsídios, licenças – e se imponham diante da indústria, antes que seja tarde demais.

Divulgue o relatório:

Ajude a transmitir a mensagem sobre o limite de 1,5 °C.

Grupos em todo o mundo entregarão o relatório do IPCC diretamente às autoridades que apoiam a indústria dos combustíveis fósseis.

Você escolhe de que forma fará isso: entregando uma cópia impressa à autoridade ou instituição que você tem como alvo, estendendo faixas ou com uma formação de pessoas compondo uma frase – o que for preciso para transmitir a mensagem.

Planeje uma entrega
ou procure ações perto de você

A ciência do 1.5°C

Aquecimento

As temperaturas extremas podem ser quatro a cinco vezes mais altas do que a média global. Se ultrapassarmos o limite de 1,5 °C em direção aos 2 °C, muitos lugares esquentarão muito mais do que 0,5 °C – em algumas regiões, a temperatura pode aumentar outros 2 °C ou 2,5 °C.

Incêndios

Whittier Fire, Goleta, California (Credit: Glenn Beltz)

Os incêndios têm aumentado em frequência e intensidade. Um estudo publicado em 2012 previa que, sem a adoção de medidas drásticas e imediatas para reduzir a concentração de CO2 na atmosfera, a probabilidade de incêndios no mundo aumentaria 37,8% entre 2010 e 2039 (com aquecimento de até 1,5 ºC), e 61,9% entre 2070 e 2099 (com elevação acima de 3,5 ºC).

Tempestades

Sabe-se há anos que as mudanças climáticas aumentam a intensidade dos ciclones tropicais. Recentemente, diversos estudos sobre os efeitos do aquecimento nas precipitações anteciparam a lenta onda de tempestades do furacão Florence. A elevação da temperatura média global em 1,5 ºC ou 2 ºC aumentará ainda mais a umidade – cerca de 7% para cada 1 ºC acima da média.

Gelo marítimo + elevação do nível do mar

Centenas de milhões de pessoas, principalmente aquelas que vivem em áreas costeiras, estão em risco devido à elevação do nível do mar. Estima-se que, em 2030, 400 milhões de pessoas estejam vivendo em 23 megacidades litorâneas, incluindo 370 milhões vivendo nas costas da Ásia, da África e da América do Sul.

De acordo com cientistas, entre 28% e 44% do volume de geleiras dos dias de hoje é insustentável e poderia derreter com o clima atual (1 ºC acima da era pré-industrial). Um aquecimento de 1,5 ºC ou 2 ºC “levaria a 159 (115-179) e 191 (139-205) milímetros” de elevação do nível do mar devido ao derretimento das geleiras.

Alimentação e saúde

A disponibilidade e a qualidade da comida são afetadas por diferenças marcantes por conta da concentração de carbono na atmosfera. Um mundo 1,5 ºC mais quente proporciona uma quantidade maior de cultivos e uma comida mais nutritiva.

Efeito semelhante acontece na pesca. Com uma elevação de 1,5 ºC, há um “impacto considerável” na disponibilidade de captura e no tamanho dos peixes; se o aquecimento for maior, nos deparamos com um “grande impacto”.

O que está em jogo

Um movimento grande, ousado e criativo é nossa única esperança para solucionar a crise climática. Com embasamento científico e tendo a justiça como princípio, nossa mobilização deve aproveitar esse momento e aumentar as possibilidades.

Pessoas comuns de todos os estilos de vida já lideram o movimento climático em todo o mundo. O Dossiê das Pessoas pelo Clima sobre o limite de 1,5 °C contém histórias de lideranças e comunidades que lutam contra projetos de combustíveis fósseis, a favor de uma transição justa e imediata rumo a 100% de energia limpa, livre e renovável.

Baixe o Dossiê completo (PDF) ou leia as histórias abaixo.

Escola Estadual do Paraná aborda Xisto e Meio Ambiente

No Colégio Estadual Presidente Caetano em Rio Negro (PR), as professoras de geografia e biologia levam para a sala de aula um programa que vai além da grade curricular normal buscando incentivar a cidadania e o conhecimento sobre o meio ambiente local.

Inscreva-se

Receba atualizações:

A 350.org é movida por pessoas como você em todo o mundo.

Inscreva-se para receber atualizações por e-mail sobre os momentos em que você pode fazer a diferença.

Inscreva-se:

Olá !

Guardamos as suas informações de contato da última vez que você esteve por aqui. Por favor, clique no botão abaixo para continuar.

Não é ? Log out

Ao tomar essa ação, você está concordando com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Você pode cancelar sua inscrição quando quiser.

Ao tomar essa ação, você está concordando com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Você pode cancelar sua inscrição quando quiser.