11 Setembro, 2019

Mobilização Global pelo Clima acontecerá em 117 países

●      Faltando menos de 10 dias para o lançamento da Mobilização Global pelo Clima em todo o mundo, no dia 20 de setembro, já temos mais de 2.500 eventos registrados.

●      A antecipação pelas mobilizações vem aumentando em todo o mundo conforme xs participantes prometem realizar ações durante a semana das Mobilizações Globais pelo Clima e próximas à Cúpula de Ação Climática da ONU, que acontecerá no próximo dia 23 de setembro, em Nova York.

●      Uma grande coalizão de organizações de base, incluindo a Fridays for Future, ONGs, sindicatos, empresas, cientistas, professores, líderes religiosos e celebridades, sairá às ruas para exigir ações urgentes para impedir o colapso climático.

Um representante da Fridays for Future disse: “As Mobilizações Globais pelo Clima estão se aproximando rapidamente. O tempo está se esgotando para implementar as mudanças necessárias para enfrentarmos a crise climática e criarmos um mundo melhor.  Xs participantes jovens pediram que os adultos os apoiassem e apoiassem suas demandas por justiça climática. É chegada a hora.

A cantora Billie Eilish lançou um novo single esta semana e pediu às pessoas que saiam às ruas para apoiar as Mobilizações Globais pelo Clima.

“Neste exato momento, há milhões de pessoas em todo o mundo implorando aos nossos líderes para que prestem atenção. Nosso planeta está aquecendo a um ritmo sem precedentes, as calotas polares estão derretendo, o nível de nossos oceanos está aumentando, nossa vida selvagem está sendo envenenada e nossas florestas estão queimando. No dia 23 de setembro, a ONU sediará a Cúpula de Ação Climática de 2019 para discutir como lidar com essas questões. O tempo está passando. Nos dias 20 (sexta-feira) e 27 (sexta-feira) de setembro, você pode fazer sua voz ser ouvida. Vá para as ruas!”  Billie Eilish

Além das Mobilizações Globais pelo Clima, os eventos durante a semana incluem a Cúpula dos Povos sobre o Clima, Direitos Humanos e Sobrevivência Humana—a primeira cúpula global sobre direitos humanos e mudanças climáticas, que será realizada pelos principais grupos da sociedade civil e pelo Escritório do Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, em Nova York, nos dias 18 e 19 de setembro.

“O colapso climático é um dos maiores problemas de direitos humanos que enfrentamos. Combater o colapso climático é muito mais do que métricas científicas e de emissões, trata-se de lutar por um mundo justo e sustentável que funcione para todos nós. Precisamos começar eliminando os combustíveis fósseis, criando soluções reais e duradouras e priorizando as comunidades da linha de frente da crise climática” May Boeve, Diretora Executiva da 350.org.

Também acontecerá o primeiro apagão global generalizado, no qual diversas organizações e empresas planejam interromper seus negócios, tirando seus sites do ar e direcionando os visitantes para o site da Mobilização Global pelo Clima.

Na cidade de Nova York, a greve de 20 de setembro será liderada por jovens, incluindo Greta Thunberg, que chegou à cidade para participar da Cúpula de Ação Climática da ONU. O movimento, que durará uma semana, acontecerá nas proximidades da Cúpula de Ação Climática da ONU, a ser realizada no dia 23 de setembro, e que reunirá líderes mundiais na tentativa de acelerar ações reais para implementar o Acordo de Paris e enfrentar o desafio climático.

Enquanto a Organização das Nações Unidas se reúne para discutir ações urgentes contra a crise climática, xs ativistas terão como alvo a conferência global dos CEOs da indústria de petróleo e gás, que ocorrerá em Nova York no mesmo dia da Cúpula de Ação Climática.

O movimento das Mobilizações Globais pelo Clima, inspirado na adolescente Greta Thunberg, se espalhou rapidamente pelo mundo nos últimos 12 meses. Xs participantes estão exigindo que os governos tomem medidas urgentes para evitar a catástrofe climática, eliminando gradualmente os combustíveis fósseis e acelerando a urgente transição para um futuro sustentável e movido a energia renovável, com justiça climática e igualdade para todos.

Citações

“Faremos a greve para que quando xs líderes falarem na reunião das Nações Unidas, que falem com nossas crenças em seus discursos. Faremos a greve para que quando elxs levantarem as mãos para votar, o peso da nossa visão esteja pendurado nas pontas de seus dedos.Faremos a greve para que quando elxs se levantarem, que seja com o poder da juventude, dos trabalhadores e do povo.”Evan Meneses, Greve Escolar pelo Clima, Austrália

“Estou ajudando a organizar a greve porque quero unir pessoas de todas as origens na luta contra as mudanças climáticas” – Sabirah Mahmud, organizadora, Movimento Sunrise, Estados Unidos.

A crise climática é uma questão humana que afeta a todos nós. Inspiramo-nos nxs jovens ativistas que lideraram um movimento global, e a Patagonia está pedindo uma ação urgente e decisiva para as pessoas e nosso planeta. Na sexta-feira, 20 de setembro, sairemos de nossas lojas, participaremos da greve com xs jovens ativistas e pediremos que nosso governo tome medidas. Não há espaço nos governos para negadores das mudanças climáticas, e a falta de ação dessas pessoas está nos matando. Convidamos a comunidade empresarial e todxs xs interessadxs no destino de nosso planeta e da humanidade a responder com ações e se juntar a nós”, {/ t1} Rose Marcario, Presidente e CEO, Patagonia{/ b1}.

“Como pessoas de fé, acreditamos no amor, na compaixão e na justiça, por isso devemos aderir à greve. Para nós, isto é tão certo quanto o amanhecer que se segue depois das trevas mais profundas. Nossxs filhxs estão nos chamando. Devemos respondê-lxs”,{/ t1}  Fletcher Harper, Diretor Executivo, GreenFaith.

“Queremos que nossxs filhxs se envolvam com este assunto desde cedo. Queremos que elxs aprendam sobre os impactos que a indústria de combustíveis fósseis tem em nossas ilhas. Queremos encorajá-lxs a serem inovadores e resilientes ao enfrentar uma crise global–a qual elxs, infelizmente, herdaram,” Paula Leo, uma guerreira climática do Pacífico de Vanuatu.

“Quando Greta e xs jovens da Fridays for Future pedem que os adultos apoiem a Greve Global pelo Clima, entendemos que isso é um apelo aos sindicatos, conselhos de trabalhadorxs e funcionárixs para que se envolvam e lutem pela ação climática e por empregos orientados para o futuro.” Queremos contribuir para que o dia 20 de setembro seja um ponto de virada na luta por uma sociedade mais justa e ecológica. Pedimos a todxs xs colegas que sejam criativxs para que sindicatos e trabalhadorxs possam se tornar uma parte ativa do movimento climático”, Helmut Born, United Services Union, Alemanha.

Outras informações

350.org está apoiando as Mobilizações Globais pelo Clima,
Temos uma grande lista de participantes e influenciadorxs de todo o mundo que estão disponíveis para comentários, entrevistas e outras informações
Também teremos cinegrafistas e fotógrafxs em locais importantes em todo o mundo e podemos fornecer imagens e vídeos para a imprensa. (locais abaixo)

Locais

Ásia:

Nova Delhi – Índia

Jakarta, Indonésia

Manila – Filipinas

Tóquio – Japão

América do Norte:

Nova York – EUA

Washington D.C. – EUA

São Francisco – EUA

Oregon, Portland – EUA

América Central e Latina:

Cidade do México – México

Bogotá – Colômbia

Santiago – Chile

Oceania e Pacífico:

Brisbane, Melbourne e Sidney – Austrália

Suva – Fiji

Tarawa do Sul e Ilhas Betio – Kiribati

Bourail – Nova Caledônia

Auckland e Wellington – Nova Zelândia

Papua Nova Guiné

República das Ilhas Marshall

Ápia – Samoa

Província Ocidental – Ilhas Salomão

Tokelau

Tonga

Funafuti – Tuvalu

Porto Vila – Vanuatu

Europa:

Londres – Inglaterra

Berlim – Alemanha

Paris – França

Europa Oriental, Cáucaso e Ásia Central:

Kiev – Ucrânia

São Petersburgo – Rússia

África:

Johanesburgo – África do Sul

São Pedro – Costa do Marfim

Nairóbi – Quênia

##

Contato: Paulinne Giffhorn | [email protected]