UNESCO:

Proteja a cultura, não o carvão!

Una-se ao chamado global

e diga à UNESCO:

"Proteja nossos inestimáveis patrimônios culturais do carvão e das mudanças climáticas. Faça uma declaração pedindo o fim de todo e qualquer desenvolvimento de combustíveis fósseis que ameace os locais considerados Patrimônio Mundial e exija que os governos cumpram o Acordo de Paris."

Entregaremos sua petição à sede da UNESCO em Paris.

Protegendo o patrimônio da humanidade em todo o mundo:

Na Austrália, em Bangladesh, no Quênia, na Turquia e em outros lugares, o carvão e as mudanças climáticas representam uma ameaça direta para alguns dos maiores patrimônios naturais e culturais do mundo.Mas a UNESCO, a organização internacional responsável pela proteção desses lugares, está em silêncio.

Pedimos que o Comitê do Patrimônio Mundial da UNESCO exija que os governos cumpram o Acordo de Paris e coloquem um fim aos desenvolvimentos de carvão e outros combustíveis fósseis que causam mudanças climáticas e destroem os locais considerados Patrimônio Mundial em todo o mundo.

 

Turquia

Screen Shot 2017-06-02 at 09.00.20

Muitos locais considerados patrimônio mundial estão ameaçados pelo desenvolvimento do carvão na Turquia. Entre eles estão o templo Hecate, em Lagina (Yatağan), a antiga cidade portuária de Kyme, a fortaleza bizantina de Pegae e a reserva natural Ilgın – Çavuşlugöl. Muitos outros locais podem ficar ameaçados se a Turquia continuar com seu plano de construir um número ainda maior de usinas de carvão.

Austrália

Rt5298xf-1461820875

Até 50% da Grande Barreira de Corais pode já estar morta em decorrência do aquecimento dos oceanos, levando a própria UNESCO a publicar um chocante relatório sobre os corais. Um tempo depois, o relatório foi removido após objeções do governo australiano – um sinal claro de que o vício em carvão do governo está falando mais alto do que o consenso científico.

Bangladesh

Rampal

Em Bangladesh, o governo está construindo uma usina de carvão de 1320 megawatts na floresta de Sundarbans – um local considerado patrimônio mundial pela UNESCO e lar do já ameaçado tigre de Bengala e do golfinho-do-ganges

Quênia

1483559

O governo queniano propôs construir uma usina de energia a carvão de 2 bilhões de dólares no condado de Lamu, além de um porto e um corredor de transporte (ligando a Etiópia, Uganda, Quênia e Sudão do Sul).

MAIS RECENTES

Brasil contra o fracking é o Brasil a favor da vida

Centenas de municípios e 2 Estados brasileiros já criaram leis para banir o fracking de seus territórios. Está na hora de expandir nacionalmente e dizer um NÃO definitivo ao gás da morte no país.