4 Novembro, 2019

350.org, Arayara e COESUS pedem cancelamento do megaleilão do pré-sal

Nesta terça-feira (05), às 10h, organizações ambientais farão ato na Praça da Candelária pelo fim da extração de combustíveis fósseis 

Após uma bem-sucedida campanha para que as reservas de petróleo mais próximas do Parque Nacional Marinho de Abrolhos ficassem no subsolo, as organizações ambientais 350.org, Arayara e COESUS promovem nova ação no Rio de Janeiro em defesa de Abrolhos e pelo fim da exploração dos combustíveis fósseis. A ação acontece a partir das 10h, na Praça da Candelária, bem próximo à sede da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). 

O objetivo da iniciativa, segundo a diretora da 350.org, Nicole Oliveira, é mostrar a insatisfação da sociedade com a indústria de extração de petróleo e gás e exigir uma transição muito mais rápida e abrangente para fontes de energia renováveis e socialmente justas. 

Antes do leilão da ANP de 10 de outubro, que incluiu as bacias de Camamu-Almada e Jacuípe, a 350.org e diversas outras organizações protestaram pela conservação do Parque Nacional Marinho de Abrolhos. A movimentação foi bem-sucedida e levou as empresas de combustíveis fósseis a desistir de qualquer oferta por essas áreas. 

“Vamos levar à praça o ‘Carbonômetro informa’, que indica o impressionante dado de 8,7 bilhões de toneladas de CO2 que devem ser emitidas a partir da exploração dos 15 bilhões de barris de petróleo que o megaleilão promete entregar”, explica Oliveira. 

Para se ter uma ideia do quanto isso significa: em 2017, todos os setores do Brasil emitiram, juntos, 2,7 bilhões de CO2. O volume emitido pela exploração do petróleo contido nas áreas que vão a leilão corresponde, portanto a mais de três vezes as emissões totais do Brasil naquele ano. 

“O megaleilão do pré-sal precisa ser suspenso. É isso que defendemos. Também pedimos a retirada da exploração das bacias de Camamu-Almada e de Jacuípe do leilão permanente”, apontou a diretora da 350.org

Abaixo-assinado já tem 50 mil assinaturas 

Além do protesto na Praça da Candelária, a 350.org também coleta assinaturas desde abril de 2019 contra a exploração de petróleo nas regiões que podem afetar o Parque Nacional Marinho de Abrolhos. Mais de 50 mil pessoas já assinaram esta petição. Juntas, as petições pela mesma causa, iniciadas por várias organizações ambientalistas e indivíduos, já recolheram mais de um milhão de assinaturas. 

Serviço 

O que: Ação pelo cancelamento do megaleilão do pré-sal
Quando: Terça-feira, 05/11
Onde: Praça da Candelária
Horário: A partir das 10h 

 

Informações para a imprensa

Flávia Lima Moreira
Coordenadora de Comunicação Arayara e COESUS
Cel +55 51 999131981 

Peri Dias
Gerente de Comunicação da 350.org
Cel +591 7899-2202